Quarta-feira
17 de Abril de 2024 - 

Controle de Processos

Caso seja nosso cliente, fique informado sobre o andamento dos seus processos

Newsletter

Cadastre-se aqui para receber as notícias.

CNJ: Comitê PopRuaJud encaminha propostas para viabilizar documentação à população de rua*

Publicado em 03/04/2024 Integrantes do Comitê Nacional Pop Rua Jud se reuniu por videoconferência. Imagem: Ag. CNJ   Uma proposta do Comitê Nacional PopRuaJud de alteração legislativa para que pessoas em situação de rua tenham garantia de prioridade e gratuidade na obtenção de documentos de identificação começou a tramitar no Senado Federal. A medida tem o objetivo de assegurar o pleno exercício da cidadania aos que vivem nessa situação. O Projeto de Lei n. 901/2024, apresentado pela senadora Ana Paula Lobato (PSB-MA) na última semana, propõe a concessão de prioridade e gratuidade no atendimento dos serviços de emissão da documentação básica, seja na expedição da primeira ou segunda via. Desta forma, a constatação da situação de rua se dará por autodeclaração e o comparecimento se dará sem que haja necessidade de agendamento prévio. De acordo com o coordenador do Comitê, conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) Pablo Coutinho Barreto, a proposta busca garantir direitos fundamentais, promovendo a igualdade de oportunidades. “Essa população, em razão de sua vulnerabilidade, encontra graves obstáculos para acessar serviços públicos, notadamente aqueles relativos à emissão de documentos básicos”, constata. O início da tramitação do PL no Senado foi comunicado aos integrantes do Comitê Nacional PopRuaJud na reunião de 21/3. Pelo projeto, as pessoas em situação de rua terão prioridade na emissão dos seguintes documentos: certidão de nascimento ou casamento, carteira de identidade, certificado de alistamento militar, título de eleitor, inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), Carteira de Trabalho e Previdência Social e Carteira de Registo Nacional Migratório (CRNM). Título de eleitor O comitê, criado para implementação da Política Nacional de Atenção às Pessoas em Situação de Rua e suas interseccionalidades (PopRuaJud) – Resolução CNJ n. 425/2021, também articula a realização de um esforço concentrado na Justiça Eleitoral voltado às pessoas em situação de rua para o alistamento eleitoral e a emissão do título de eleitor. O calendário proposto em reunião realizada na sede do TSE também na última semana prevê que os mutirões aconteçam até o final de abril deste ano, antes do fechamento do cadastro eleitoral. O intuito é possibilitar que essas pessoas votem já nas Eleições Municipais de 2024. Pela ideia apresentada ao corregedor-geral da Justiça Eleitoral (JE), ministro Raul Araújo, e à integrantes das corregedorias regionais eleitorais, a ação seria coordenada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e realizada pelos tribunais regionais eleitorais (TREs) de forma itinerante. *Fonte: Agência CNJ de Notícias Compartilhar: Assuntos:CNJPopRuaJud
03/04/2024 (00:00)
Visitas no site:  3489732
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.